Zumbi quer achar:

6 de mai de 2017

Komatsu - Manu Armata (2013)

Não sei se vocês estão sabendo, mas o KOMATSU vem para o Brasil pela primeira vez este mês. Os holandeses vem para uma turnê de seis datas que inclui shows DE GRAÇA em Piracicaba (dia 12) e Rio Claro (dia 21). Nas outras datas os ingressos estão bem baratinhos, então quem puder e não comparecer, além de perder uma das melhores bandas de Stoner Rock da atualidade vai ganhar um doutorado em VACILO.
Confira aí se sua cidade está nas datas!
Caso você não conheça o som do Komatsu posto hoje o primeiro álbum da banda, Manu Armata de 2013. Com 11 faixas este trabalho já apresenta o quarteto de Eindhoven com um som muito bem definido e com personalidade.
Os riffs dos guitarristas Mo Truijens e Erik van Schenk Brill tocados em afinações baixas trazem peso e casam com perfeição a bateria de Miriam Bekkers (que infelizmente não faz mais parte da banda). As influências de Kyuss, Down e Crowbar podem ser encontradas com facilidade em músicas como Fasten Your Belts, When Wolves Cry Wolf e Kamikaze, mas passam longe de soar como imitações. Destaques para A New Low, Fasten Your Belts e Beat You To The Punch.
Não sei quanto a vocês, mas mal posso esperar para ouvir estes sons de perto!

1. A New Low (3:16)
2. Fasten Your Belts (3:39)
3. Blackwater (4:16)
4. Beat You To The Punch (3:33)
5. Lean On Me (4:17)
6. Kamikaze (3:22)
7. Under Your Skin (4:03)
8. When Wolves Cry Wolf (3:19)
9. Too Rare To Die (4:00)
10. Motherload (2:51)
11. Evil Be Gone (3:21)


28 de abr de 2017

Cathedral - Soul Sacrifice (1992)

Após estrear com o ótimo Forest of Equilibrium (1991) o Cathedral lançou o EP Soul Sacrifice, que na minha opinião, mostrou um rápido amadurecimento na sonoridade. Soando praticamente como uma versão "2.0" do clássico que apresentou a banda ao mundo.
O vocal de Lee Dorrian progrediu muito na gravação desse EP e os solos da dupla de guitarristas Gaz Jennings e Adam Lehan estavam bem afiados! Os destaques ficam com Autumn Twilight e a faixa título do EP.

1. Soul Sacrifice (4:35)
2. Autumn Twilight (5:50)
3. Frozen Rapture (6:12)
4. Golden Blood (Flooding) (8:09)

12 de abr de 2017

Grand Magus - Sweden (2011)

Não acompanho o Grand Magus a um tempinho, mas mantenho o respeito pelo trio sueco que merecidamente vem conquistando seu espaço há quase duas décadas. O play de hoje traz um bootleg da  banda abrindo para o Accept em 2011.
Com um set list curto que foca nos lançamentos mais recentes que o Grand Magus tinha na época, esse bootleg de meia hora gravado da platéia vale a pena ser conferido pelos fãs dos trio!
PS: os arquivos estão em FLAC!

1. Intro (For a Few Dollars More)
2. Kingslayer
3. Like The Oar Strikes The Water
4. Hammer Of The North
5. I, The Jury
6. The Shadow Knows
7. Iron Will

31 de mar de 2017

L7 - From Ohama to Osaka (1998)

O post de hoje traz mais uma vez as minas mais FODA do Rock. Esse play ao vivo sensacional lançado pela Man's Ruin Records em 1998 traz músicas de um show do L7 em Ohama em setembro de 1997 e de um show em Osaka, no Japão em abril de 1998.
Esse play é mais um ótimo registro de como o L7 é uma banda que FUNCIONA bem nos palcos. Os destaques ficam com Death Wish, Shitlist e a balada Bitterwine!
1. L7 Overture/Medley
2. Bad Things
3. Must Have More
4. Death Wish
5. Slide
6. Bitterwine
7. Drama
8. Non-Existent Patricia
9. Pattyleah
10. El Wahtusi
11. Shitlist
12. Andres
13. Fast And Frightening
14. Off The Wagon
15. Little One
16. Lorenza, Giada, Allesandra

18 de mar de 2017

IAH (2017)

O IAH é um trio de Córdoba, na Argentina que acaba de lançar seu primeiro trabalho. O EP homônimo conta com quatro faixas que vão do Psicodélico ao Stoner.
O trio formado por Juan Pablo Lucco Borlera (baixo), Mauricio Condon (guitarra) e José Landín (bateria) apresenta um grande entrosamento e criatividade nos exatos 26 minutos de sua estreia. O destaque fica com a pesada Eclipsum.
Com um trabalho de nível tão alto logo no começo, fico na espera por mais material dessa banda!

1. Cabalgan los cielos (7:36)
2. Ouroboros (5:09)
3. Stolas (8:39)
4. Eclipsum (4:33)

Download no BANDCAMP!

10 de mar de 2017

Karma to Burn (1997)

O álbum de estreia do Karma To Burn é um caso único na discografia da banda: é o único que conta com um vocalista em (quase) todas as músicas. Sou da opinião que o Karma to Burn é a melhor banda instrumental do Rock DO MUNDO INTEIRO, mas este play está entre meus favoritos do trio.
Em 1997 o Karma To Burn assinou com a Roadrunner Records para lançar seu primeiro álbum, entraram no estúdio e o gravaram. Ele estava pronto com suas 12 músicas já até masterizadas quando os engravatados da gravadora decidiram que só iam lançar o play se alguém gravasse vocais nele. Apesar de muito puto, o guitarrista William Mecum pediu para seu amigo Jason Jarosz virar o vocalista da banda. Ele topou, rapidamente entrou num estúdio e gravou os vocais para o albúm. Não bastando isso, o KTB convidou Octavia Lambertis para adicionar mais algumas vozes na excelente Bobbi Bobbi Bobbi - I'm Not God. Depois de lançar o álbum, Jarosz deixa a banda assim que a turnê do disco termina.
Apesar dessa ser a história deste play, ouvindo ele fica dificil de acreditar que estas músicas não foram planejadas com um vocalista. Os vocais de Jarosz me lembram o Godsmack e por incrível que pareça eles funcionam muito bem com a mistura de Kyuss com ZZ Top do Karma To Burn.
Para os fãs do Karma é indispensável. Para aqueles que nunca conseguiram gostar do trio, vale a pena dar uma chance para este quarteto.
1. Ma petite mort (4:10)
2. Bobbi Bobbi Bobbi - I'm Not God (3:00)
3. Patty Hearst's Closet Mantra (5:13)
4. Mt. Penetrator (4:27)
5. Eight (4:39)
6. Appalachian Woman (3:51)
7. Twenty Four Hours (5:02)
8. Six-Gun Suckerpunch (4:11)
9. Thirteen (3:49)
10. (Waltz of the) Playboy Pallbearers (3:38)
11. Twin Sisters and Half a Bottle of Bourbon (3:57)
12. Six (14:05)