Zumbi quer achar:

15 de nov de 2017

Pelican - Live @ Dunk!Fest (2016)

O play de hoje um ano daqui exatamente uma semana! Live @ Dunk!Fest traz a apresentação do Pelican no festival belga em 2016. O quarteto instrumental de Chicago fez um set baseado em seus lançamentos mais recentes. O play foi gravado com uma excelentíssima qualidade de som e está disponível pela quantia que você considerar justa na bandcamp da banda, então se puder paga um suco pros caras!
Destaques para as músicas Ephemeral, The Creeper e The Tundra!

1. Dead Between The Walls (5:22)
2. Deny The Absolute (6:10)
3. The Tundra (5:12)
4. Ephemeral (5:47)
5. The Creeper (7:24)
6. Vestiges (6:48)
7. Immutable Dusk (7:18)
8. Strung Up From The Sky (5:56)
9. Last Day of Winter (8:02)
10. Mammoth (6:12)

8 de nov de 2017

Saturndust - RLC (2017)

Se a Saturndust não é A banda de Doom Metal mais bem sucedida do Brasil, falta MUITO pouco pra isso. Com o debut de 2015 lançado em vinil nos EUA pelo selo Helmet Lady Records e a presença da banda no festival Psycho Las Vegas 2017 ao lado dos maiores nomes da música arrastada mundial como Sleep, Melvins e Neurosis, o trio paulista chegou onde pouquíssimas bandas brasileiras conseguem. 
Em abril a banda lançou seu segundo full, o excelente RLC. Indo para uma direção ainda mais experimental e (impossível de evitar a palavra) espacial que seu antecessor, as seis faixas mostram a evolução que tem rolado no som da banda. Cada vez mais distante do que consideramos "tradicional" quando se trata de Doom, o trio tem investido cada vez mais na presença de sintetizadores para criar atmosferas em suas músicas e levar os ouvintes a imensidão e solidão do espaço.

Os destaques ficam com a instrumental que fecha o álbum Saturn 12.c e Tita, ironicamente a única música curta de um play em que todas as músicas beiram os dez minutos.
Para simplificar o post: RLC é um dos plays mais originais de 2017 e merece todos os elogios que vem ganhando por aí. 


1. Negative-Parallel Dimensional (9:24)
2. Astral Dominion (8:49)
3. RLC (12:13)
4. Titan (3:43)
5. Time Lapse of Existence (11:26)
6. Saturn 12.c (12:30)

6 de nov de 2017

Magzilla (2017)

O Magzilla é uma banda de Stoner Rock de São Paulo que lançou esse ano seu primeiro álbum. São cinco faixas compridas que apresentam um som tão bem trabalhado que chega a ser impressionante que seja este o primeiro trabalho do quarteto.
Com fortes influências de bandas clássicas como Sleep e Saint Vitus os destaques ficam com Into Nothingness e The Oath!

1. Grief of Sorrow (11:36)
2. Embrace (9:51)
3. Into Nothingness (9:10)
4. Alethea (8:59)
5. The Oath (10:24)

Pegue o play no BANDCAMP dos caras (se possível dê uma graninha pra contibuir!)

8 de out de 2017

Monster Magnet - Love Monster Demo (1988)

Já imaginou como o Monster Magnet soaria com bateria eletrônicas que parecem ter saído de algum single do Sisters of Mercy? Gostaria de saber como foram as primeiras ideias de Dave Wyndorf de como a banda deveria soar? Bom, aqui está a oportunidade de você ter essas duas perguntas respondidas!
Love Monster é uma demo que Wyndorf gravou sozinho antes de montar o Monster Magnet em 1988. Todos os instrumentos foram tocados por ele e gravados de forma bem... CRUA. Com uma pegada bem psicodélica, essa demo irá agradar os fãs da primeira fase da banda lendária de Detroit.
Os destaques ficam com Brighter Than The Sun e a caótica Snoopy.
1. Love Monster (4:53)
2. War Hippie (4:00)
3. Poster (5:03)
4. Atom Age Vampire (4:58)
5. Brighter Than The Sun (3:50)
6. Five Years Ahead (4:02)
7. Snoopy (10:40)



22 de set de 2017

Queens Of The Stone Age - The Plastic Turks Sessions (1997)

É triste ver a banda que o Queens of the Stone se tornou hoje em dia. Num momento tiveram um som único inspirado em outro... Bem, acho melhor olhar para os momentos de glória! Em 1997, exatos 20 anos atrás, a banda que até então só tinha um split e uma música numa compilação entrou no Jupiter Studio em Seattle para gravar uma demo e tentar conseguir um contrato com alguma gravadora. A formação na época contava com John McBain no baixo, Mike Johnson na guitarra e é claro, Joshua Homme nas guitarras e vocais e Alfredo Hernandez (descendo a mão) na bateria.
As duas faixas da demo trazem aquele som robótico e hipnótico com pequenos ecos do Kyuss e ao mesmo tempo caracteristicas próprias que fazem o primeiro play do Queens ter aquele som tão único, até na discografia da própria banda.
Destaco das duas a instrumental Oppenheimer's Brother, que possui um Riff quebrado e com um timbre de guitarra que faz falta no som atual de Josh Homme!

1. Oppenheimer's Brother (5:19)
2. Rickshaw (3:29)

15 de set de 2017

Gruntruck - Shot, Illusion & New God (1996)

Foi anunciado hoje que o GRUNTRUCK vai lançar um álbum inédito com musicas gravadas entre 1997 e 2002 com a formação original. Apesar de nunca lançadas, algumas delas vazaram nos primórdios da internet e já circulavam entre os fãs. Além disso, os integrantes da formação original planejam se reunir nos palcos com alguns vocalistas convidados para honrar o falecido Ben McMillan!
Obviamente que já escutei a discografia completa dessa grande banda de Seattle hoje, então resolvi postar o único play que gravaram com uma formação diferente, que contava com Alex Sibbald no baixo e Josh Sinder na bateria. Shot, Illusion & New God é um EP com três faixas arrasadoras ainda que um pouco distantes da sonoridade dos álbuns anteriores do Gruntruck.
O destaque vai para Illusion, que contêm um Riff simples, mas certeiro!
1. Shot (4:01)
2. Illusion (4:35)
3. New God (5:00)


e para quem quiser um aperitivo do novo álbum...

Aqui está Bar Fly, a primeira música do play disponibilizada para download pelo site da gravadora FOUND Recordings.

1. Bar Fly (3:36)